Sopa de tomate

31 maio

É isso aí gente. Inverno chegando, e com ele as calorias acumuladas com o início do frio. Eu estou inventando muitas coisas ultimamente na cozinha, algumas light -pelamordedeus! – e consultei o site do meu querido Jamie Oliver pra me inspirar.

Eu estava picando as coisas e cortei o dedo.  mas tudo bem, a sopa é vermelha mesmo né? Acho que ninguém vai reparar….. Brincadeira!

Ingredientes:

  • 1 lata de tomates pelados (400 g)
  • 2 cenouras (você pode mudar isso – usei uma cenoura e meia beterraba)
  • 2 cebolas médias
  • 3 dentes de alho
  • 2 talos de salsão (também pode substituir por outra coisa – use a imaginação :) )
  • menjericão (claro que eu não tinha – usei cheiro verde!)
  • 1 tablete de caldo de galinha

Pique tudo! Menos os tomates. Refogue primeiro as cebolas e o alho com azeite, depois adicione o que picou (menos as ervas), e cozinhe por uns 10 minutos aproximadamente. Adicione o tablete de caldo de galinha e aproximadamente 1,5 L de água fervente. Cozinhe mais uns 5 minutos e adicione os tomates pelados e o cheiro verde ou manjericão. Bata no liquidificador e volte tudo na panela. Agora tempere a gosto. Eu ainda piquei uma pimenta vermelha fresca, adoro coisas apimentadas!

 

Fica mais ou menos assim, ó:

Não está muito nítido, mas comprar uma câmera boa está nos meus planos! hehehe

E o gosto é demais mesmo!

Tomates recheados

15 maio

Esses tomates são ótimos pra quem está com pouca coisa na geladeira, ou pra quem comeu muito no dia das mães (eu!) e quer se desintoxicar! São muito leves e deliciosos, e dá pra você colocar o que seu coração mandar.

Image

Ingredientes:

  • 200 g de ricota (aprox. meio pacote)
  • 6 tomates, ou em quantos couber o recheio
  • 1 dente de alho amassado
  • Meio pãozinho francês ralado (o amanhecido mesmo :o) )
  • Sal e pimenta a gosto
  • Meia xícara de cheiro verde picado
  • Queijo ralado a gosto
  • Muito azeite de oliva!

Preparo:

Corte a “tampa” dos tomates, caso sejam do tipo Carmen (os bem redondos de salada). Se forem do tipo italiano, como os que fiz na foto, recorte com a faca um círculo, e retire todas as sementes, deixando-os ocos.

Amasse bastante a ricota com um garfo, misturando todos os ingredientes junto. Também usei cebola em flocos pra dar mais gosto, mas se quiser, rale meia cebola no ralador e acrescente à mistura.

Com uma colher pequena, recheie os tomates, colocando a “tampa novamente”. Asse em forno médio por aproximadamente meia hora.

Pudim de Leite de Micro-ondas

18 abr

Eu andava atrás dessa receita facilíssima de pudim de micro. Na realidade não tinha certeza se havia, mas depois de conhecer o brigadeirão para micro, com certeza acharia a versão clássica dele sem chocolate – o brigadeirão já vai ser publicado, só preciso de uma foto boa! Claro, essa foi uma desculpa boa para fazê-lo de novo.

 

Mãos à obra então!

Ingredientes:

  • 1 lata de leite condensado
  • 1 1/2 medida da lata de leite
  • 4 ovos
  • 1 colher (chá) cheia de amido de milho
  • 1/2 xícara (chá) de açúcar
  • 1/2 xícara (chá) de água

 

Vamos começar com a calda: Para ir ao micro, é necessária uma forma de vidro ou plástico apropriada. Eu só tenho uma de plástico, que não pode caramelizar direto. Senão vira calda de plástico, caramelado e isso não deve ser bom. Eu levei ao fogão em uma panela o açúcar, e mexi até derreter. Quando estiver uniforme, adicione a água (saia de perto da panela nessa hora, o contato dos dois ingredientes costuma borbulhar alto!), e mexa até que vire uma calda de caramelo um pouco grossa. Passe a calda em toda a superfície da forma, que deve ter um furo no meio também – eu nunca vi pudim sem furo! – senão o troço gruda, daí já viu…

Bata todos os outros ingredientes no liquidificador e jogue na forma com o caramelo. Leve ao micro-ondas por 8 minutos na potência alta. Espere esfriar para levar à geladeira, e após algumas horas já pode desenformar e devorar! Às vezes eu tenho pressa para servir de sobremesa depois do almoço, então agilizo deixando uma meia hora no freezer!

O tempo total de preparo é inacreditável se comparado ao do pudim de forno convencional, que vai no banho-maria por 1:30h – uma eternidade! E o sabor fica igual, viu?  :D

Apple Crisp Pie

12 mar

Uma torta de maçã levemente crocante, deliciosa e fácil de fazer!

Uns meses atrás fui trabalhar na casa da minha amiga Signe, e ela fez essa receita para a sobremesa na hora do almoço. Ela é dinamarquesa, mas a receita é da sogra dela, que é americana – especialistas em receitas com maçã! Como eu acho que posso me considerar uma habitante da cidade grande, onde todo mundo está sempre correndo, ninguém tem tempo para nada, adoro aprender receitas práticas e bem rapidinhas para fazer no intervalo do meu trabalho. Eu trabalho em casa há 3 anos, o que na cidade de São Paulo (ou em torno dela) já significa uma dádiva, e ainda assim tenho que fazer as coisas voando pela falta de tempo. Isso me rendeu um dedo quase fatiado ao invés do limão na semana passada!

Ingredientes:

  • 5 maçãs (de preferência Fuji)
  • 1/2 xícara (chá) de açúcar
  • 3/4 xícara (chá) de farinha
  • Aproximadamente 70 g de manteiga ou margarina sem sal
  • Canela e açúcar para polvilhar nas maçãs

Descasque as maçãs, retire as sementes e corte-as em fatias finas. Coloque-as em um pirex ou uma forma média, e polvilhe açúcar e canela a gosto por cima, misturando depois com uma colher, para que todas as fatias peguem o sabor. Agora, faça uma espécie de massa com a farinha, açúcar e manteiga, misturando esses ingredientes. Não precisa deixar a manteiga um tempão fora da geladeira para que fique macia, é só colocar uns 30 segundos no micro-ondas. Salpique essa massa por cima das maçãs, e deixe no forno médio por aproximadamente 1 hora. Uns 20 minutos antes de tirar do forno, aumente a temperatura para que a massa fique dourada e ligeiramente crocante.

É megafácil, vai!

Ela fica melhor ainda se servida junto com sorvete de creme…. Ai ai!

Substituições: Você pode adicionar açúcar mascavo em vez do normal, e eu troquei metade da quantidade de farinha por farelo de aveia. Como eu nunca tenho todos os ingredientes em casa, só tinha 3 maçãs Fuji bem grandes, e adaptei as quantidades.

Time for Greek food!

27 fev

Gyros

Hoje vou falar sobre o gyros, que aqui conhecemos como o famoso churrasquinho grego da Estação da Luz, aquele que ninguém (em sã consciência) consegue chegar perto, e só os heróis comem. Várias lendas giram em torno dessa iguaria inacreditavelmente deliciosa, mas que a versão brasileira, dita preparada com carne de gato e outros, pode ter tirado toda a reputação e criado uma certa resistência por parte da população.

O gyros também é conhecido como shawarma ou kebab no Oriente Médio, África e Turquia, sendo bastante consumido no mundo todo. Eu tive o prazer de experimentar um autêntico gyros grego quando morei na Itália. Tinha até a carne girando, que pode ser de vaca, frango, porco e outros que conhecemos menos, como carneiro. Foi uma das melhores coisas que experimentei, um prato muito simples de fazer e saudável também – se a carne não era “nobre” (=gato), realmente passou despercebido por conta dos outros ingredientes.

Piadas à parte, vou ensinar como fazer esse prato e o delicioso molho Tzatziki que comem na Grécia, à base de iogurte e pepino.

Ingredientes:

Molho Tzatziki:

  • 1 copo de iogurte natural (pode ser integral ou desnatado)
  • 1 pitada de sal
  • 1 dente de alho amassado
  • 1 colher de sopa de azeite de oliva
  • 1 pepino médio
  • suco de aproximadamente meio limão

Gyros:

  • 1 bife (corte de sua preferência) ou filé de frango
  • 1 tomate
  • 1 cebola
  • alface
  • pão Rap-10 da Pullman

Para o molho, rale o pepino no ralador fino (vai sair muita água, que deve ser aproveitada), com casca e tudo. Já vi receitas que mandam retirar a pele e sementes, mas o gosto fica igual. Adicione o iogurte e os outros ingredientes, e misture.

Para o gyros, frite a carne ou o frango como preferir – na chapa, com óleo ou azeite, e corte em lascas finas. Pique o tomate, a cebola e o alface e adicione ao pão, que não deve ser colocado na frigideira, como indicado na embalagem, junto com o molho Tzatziki.

Pronto. Enrole o pão como um canudo e voilà! Você tem um prato famosíssimo em todo o mundo. O molho de iogurte também pode ser usado para saladas ou apenas na carne ou no frango.

Mousse de maracujá

22 fev

Deu certo! Parece aqueles que vende em cafés. Agora fiquei me achando. E com o restinho da gelatina sem sabor que sobrou, adicionei um pouco de suco de laranja e dei para a Canela (minha vira-lata/avestruz). A vet falou que é bom para fortalecer o pelo e as unhas!

O que usei foi:

  • suco de 3 maracujás
  • 1 copinho de iogurte natural desnatado
  • 1 lata de leite condensado
  • 4 colheres de leite em pó
  • 1 envelope de gelatina em pó sem sabor (usei um pouco menos de um inteiro)

Misturei tudo no liquidificador e levei à geladeira por algumas horas. Claro que eu não consigo esperar ficar totalmente gelado :)

Ciao!

22 fev

Estou começando este blog primeiro para organizar minhas ideias e aventuras na cozinha. Segundo, para poder ter uma espécie de livro de receitas online, cheio de fotos, links e receitas. Terceiro, porque comer é uma das melhores coisas que inventaram…

Acabei de fazer um mousse de maracujá um pouco diferente. As receitas tradicionais, mesmo as da internet, só falam de “uma lata de leite condensado e uma de creme de leite”…. E o negócio sai uma gosma, às vezes fica meio mole demais e sem graça.

Vi no site da maravilhosa Nigella Lawson, uma cozinheira britânica que tem um programa na TV (aqui no Brasil no canal pago GNT), um mousse de manga que vai iogurte natural em vez do tal creme de leite. Depois que coloquei o potinho, vi que eram 10. Sem problemas, a gente aprende fazendo. Mas que dá uma raiva desgraçada quando a gente erra, ah! Anyway. Vamos torcer e esperar.